Boas PráticasCibersegurançaVai Viajar? | 7 Dicas Simples de Cibersegurança

5 de Agosto, 2022

Dicas Ciberseguranca para as Férias

Verifique as nossas dicas e proteja-se para possíveis ameaças:

    1. Realize um backup dos seus equipamentos eletrónicos antes de viajar.
      A probabilidade de perder, estragar ou ficar sem o seu telemóvel e portátil aumenta durante o período de viagens quando comparado com o período de trabalho em casa ou escritório. Além de viajar mais seguro, também terá mais espaço livre nos seus equipamentos eletrónicos para as suas fotografias das férias.

      The only backup you will ever regret is the one you didn’t make. – Sophos Naked Security

    2. Encripte o seu telemóvel e portátil.
      Muitos dos telemóveis mais recentes já vêm pré-encriptados, mas para poder oferecer uma boa proteção ao seu equipamento, está dependente da escolha de um código forte de desbloqueio. Reforçamos a importância de escolher um código que tenha pelo menos 10 dígitos (e não opte por 00000 00000 ou 12345 12345). Pratique com regularidade antes da sua viagem para se conseguir lembrar com facilidade.
    3. Verifique os requerimentos de entrada no país que planeja visitar.
      Vários países reservam-se no direito de lhe pedir que desbloqueie os seus equipamentos eletrónicos e até fazer uma cópia dos seus discos.
      Outros, poderão apenas pedir dados como a sua morada e número de telemóvel, como o seu e-mail e redes sociais. Claro que estará sempre no direito de recusar dar informação tão detalhada sobre si, tal como o país poderá recusar a sua entrada. Caso não concorde com as condições pode não visitar o país em causa ou optar por não levar os seus equipamentos telefónicos.
    4. Tenha uma atenção especial ao utilizar redes púbicas.
      Se pretender utilizar as redes públicos de Wi-Fi durante as suas férias poderá fazê-lo, mas apenas poderá proteger-se se utilizar apenas aplicações com a encriptação apropriada e aceder a websites que tenham URLs que comecem com “https://”.
      No entanto, se visitar um país que o obrigue a instalar, por exemplo, um “certificado digital”, isto poderá querer dizer que poderá estar a ser “espiado” enquanto se encontra no país e até quando regressar.Poderá também utilizar a ligação VPN corporativa ou então adquirir um serviço de VPN para uso pessoal.Caso não goste de utilizar redes públicas, poderá considerar comprar um SIMCard pré-pago, mas tenha em conta que devido às leis do próprio país, a sua utilização também poderá não ser completamente anónima.
    5. Evite utilizar os equipamentos eletrónicos disponibilizadas em aeroportos e hotéis, incluindo as SmartTV.
      Aconselhamos fortemente que não os utilize, só menos em casos estritamente necessários, e nesses casos, efetue o mínimo possível de logins e colocação de dados pessoais.
      O destes equipamentos não é só confiar na empresa que os gere ou os técnicos, mas também em todos os utilizadores que os usaram antes de si e poderia ter comprometido o equipamento de alguma forma.
      Não acesse a nenhuma das suas contas mais importantes em dispositivos que não confie.
    6. Ative a localização nos seus equipamentos Apple, Android e PC Windows.
      Com esta opção ativa conseguirá localizar o seu equipamento e bloqueado remotamente.
    7. Confirme com a sua entidade empregadora, se pode levar o seu portátil de trabalho.
      Caso a resposta seja afirmativa, informe o local de destino e siga os seus conselhos da equipa de TI, tanto a nível profissional como pessoal.